Propriedades físicas da massa granular dos cafés em função do teor de água dos grãos

Autores

  • Reni Saath Universidade Estadual de Maringá - UEM, Maringá https://orcid.org/0000-0002-6610-2873
  • Karina Coradi Tonon FIB Bauru
  • Luis Henrique Limoni FIB Bauru
  • Golbery Rudolf Oliveira Rodrigueiro FIB Bauru
  • Josiane Turato da Silva Pereira FIB Bauru

Palavras-chave:

Ângulo de repouso. Porosidade. Massa específica dos grãos.

Resumo

O conhecimento das características físicas dos grãos é necessário para o dimensionamento de máquinas e equipamentos de pós-colheita e beneficiamento industrial. Dessa forma, este trabalho visou o estudo das propriedades físicas dos grãos de café (Coffea arabica) a diferentes teores de água. Para o presente estudo, foram utilizados cafés em coco, em pergaminho e beneficiado grãos crus das cultivares IAC 81 e IAC 144. Foram determinadas as dimensões e esfericidade do produto, a massa unitária, massa específica real (volume unitário), massa específica aparente dos cafés, porosidade intergranular e ângulo de repouso dos grãos. O aumento do teor de água dos cafés resultou em um aumento da massa específica aparente do café em coco, enquanto que no café em pergaminho esse aumento ocorreu em menor proporção e no beneficiado grãos crus não houve diferença entre os valores médios. Para ambas cultivares o comprimento, a largura e a espessura dos cafés aumenta com o aumento do teor de água e a esfericidade se mantém constante; a redução do teor de água influencia as propriedades físicas dos cafés em coco e em pergaminho, proporcionando a diminuição da massa e volume unitários, da massa específica aparente e do ângulo de repouso e, o aumento da porosidade dos grãos, com umidade superior a 20% (bu); no café beneficiado as variáveis não sofreram alterações.

Downloads

Publicado

2019-08-31

Edição

Seção

Artigos