Cocaína: alterações neurovasculares e cardíacas - revisão de literatura

Autores

  • Rodrigo Mendes de Camargo
  • Rute Mendonça Xavier de Moura

Resumo

A cocaína é um alcaloide obtido de arbustos do gênero Erythroxylum, sendo a espécie Erythroxylum coca a mais utilizada. Considerada um estimulante do sistema nervoso central (SNC), seu uso remonta há milênios, estando inicialmente vinculado a cultos religiosos ou a capacidade da droga de inibir fome, sede e cansaço. Estudos demonstram a correlação entre o uso da cocaína e alterações vasculares no SNC e cardíaco como infarto, isquemia, arritmias, alterações de perfusão cerebral e acidentes vasculares cerebrais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-08

Como Citar

de Camargo, R. M., & de Moura, R. M. X. (2018). Cocaína: alterações neurovasculares e cardíacas - revisão de literatura. Revista HealthFIB, 2(2). Recuperado de https://revistas.fibbauru.br/healthfib/article/view/306