Ser Feliz: o cinema de guerrilha na produção de um videoclipe

Autores

  • Ana Lívia Bernardino FIB Bauru
  • Carolina Almeida Freitas Moreira Silva FIB Bauru
  • Guilherme Coracini Pontes FIB Bauru
  • Henrique Floret de Castro FIB Bauru
  • Isabella Hungaro FIB Bauru
  • Pedro Henrique Radighieri Turato FIB Bauru
  • Vitória Rodrigues Cação FIB Bauru

Palavras-chave:

Cinema de guerrilha, Videoclipes, Produção Audiovisual

Resumo

O videoclipe é uma das áreas do audiovisual em que a junção de música e vídeo permite o surgimento de produtos criativos e cheio de possibilidades de produção. Desde o seu surgimento, até os dias atuais, existem diversas formas de realizar um videoclipe que caminha entre as produções gigantescas, até as mais simples. A partir disso, dentro desse vasto universo de alternativas, o presente trabalho teve como principal legado contribuir com produtores audiovisuais, artistas e músicos que não tem verba para investir em grandes produções, mas que desejam ter um produto final de qualidade, que não dependa de ter em mãos as melhores ferramentas e equipamentos. Para isso, pretendeu-se realizar a produção do videoclipe da música “Ser Feliz”, a partir do conceito de cinema de guerrilha e utilizando como escolha artística e técnica a sobreposição de imagens.

Referências

MORIM, João Guilherme Barbosa de. O videoclipe no Brasil: Uma análise do gênero nos canais de televisão por assinatura Multishow e MTV. Orientadora: Profa. Dra. Suzy dos Santos. 56 p. Monografia (Comunicação social com habilitação em Jornalismo) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008. Disponível em: https://pantheon.ufrj.br/handle/11422/1815. Acesso em: 3 mar. 2021.

BARRETO, Rodrigo Ribeiro. Parceiros no clipe: a atuação e os estilos autorais de diretores e artistas musicais no campo do videoclipe a partir das colaborações mondino/madonna e gondry/björk. Orientador: Prof. Dr. Wilson da Silva Gomes. 2009. 230 p. Monografia (Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009. Disponível em: https://bit.ly/2RCeA5c. Acesso em: 4 mar. 2021.

FREITAS, Edgar Ziler. O que é cinema de guerrilha?. [S. L.], 2020. (3,17 min.). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=PpjQejFkMw8&t=15s. Acesso em: 13 fev. 2021.

ESPIT, Débora Grezele. A direção de cantoras de música popular massiva sobre seus videoclipes. Orientadora: Profª. Dra. Ramayana Lira de Sousa. 2020. 44 p. Monografia (Bacharel em Cinema e Audiovisual) - Universidade do Sul de Santa Catarina, Palhoça, 2020. Disponível em: https://bit.ly/3dsY54b. Acesso em: 20 fev. 2021.

LIMA, Helena Silva; AMORIM, Vítor Silva. Videoclipe: Toddynho Kid. Orientador: Marcos Américo. 132 p. Monografia (Bacharel em Comunicação Social – Radialismo) - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Bauru, 2015. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/155096/000878543.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 2 mar. 2021.

LEROUX, Liliane. Táticas do cinema de guerrilha da baixada para transitar entre o popular e o artístico, 2017. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/polemica/article/view/28300/20327. Acesso em: 06 mar. 2021.

MACHADO, Arlindo. A televisão levada a sério. São Paulo: SENAC, 2000.

MILKY CHANCE. Milky Chance - Stolen Dance (Official Video). [S. L.]: Lichtdicht Records, 2013. (5,13 min.). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=iX-QaNzd-0Y. Acesso em: 06 mar. 2021.

MOZDZENSKI, Leonardo. Conhecendo o videoclipe: a formação histórica e sociorretórica de um gênero multissemiótico. In: XVII Congresso Internacional da ALFAL - Associação de Linguística e Filologia da América Latina, João Pessoa, 2014. Disponível em: http://www.mundoalfal.org/CDAnaisXVII/trabalhos/R0063-2.pdf 2014. Acesso em: 3 mar. 2021.

MONTEIRO, Vanessa Estevam Carlos. Funk da ostentação: uma análise semiótica do videoclipe “Na pista eu arraso”, do Mc Guime. 2014. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/30669/1/2014_eve_vmonteiro.pdf. Acesso em: 06 mar. 2021.

NERCOLINI, M. J.; HOLZBACH, A. D. Videoclipe em tempos de reconfigurações. Revista FAMECOS, v. 16, n. 39, p. 50-56. 22 set. 2009. Disponível em: https://doi.org/10.15448/1980-3729.2009.39.5841. Acesso em: 3 mar. 2021.

PALMA, Louise Gonzaga Alves. O novo lugar do videoclipe: da tv musical aos canais virtuais. Orientador: Prof. Dr. Fernando Salis. 2012. 62 p. Monografia (Comunicação Social/ Jornalismo) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Disponível em: https://pantheon.ufrj.br/bitstream/11422/3647/1/LPalma.pdf. Acesso em: 3 mar. 2021.

Downloads

Publicado

2021-09-15

Como Citar

Bernardino, A. L., Almeida Freitas Moreira Silva, C., Coracini Pontes , G. ., Floret de Castro, H. ., Hungaro, I., Radighieri Turato, P. H., & Rodrigues Cação, V. (2021). Ser Feliz: o cinema de guerrilha na produção de um videoclipe. Revista Multiplicidade, 10. Recuperado de https://revistas.fibbauru.br/multiplicidadefib/article/view/537

Edição

Seção

Projetos Audiovisuais