Geroarquitetura: longevidade e autonomia

Autores

  • Ana Elisa Manzano Guanaes Faculdades Integradas de Bauru

Palavras-chave:

Envelhecimento, Autonomia, Independência, Ambiente, Bem-estar

Resumo

O termo Geroarquitetura, idealizado pela arquiteta Flávia Ranieri e até o momento sem registro de uso anterior, é importante pela urgência de pensar e agir no ambiente construído e no processo de envelhecimento. O arquiteto tem papel fundamental na produção do espaço em que vivemos, propondo para os projetos segurança, ambientes que garantam a saúde, a independência e melhora na qualidade de vida, com foco nos aspectos clínicos e biológicos dos usuários do espaço, no caso deste trabalho, do paciente idoso e na sua independência e autonomia. O presente estudo associou essa interdisciplinaridade desenvolvendo um projeto de condomínio residencial para a idade madura, priorizando o usuário e suas necessidades, adequando os princípios de acústica, iluminação, comunicação visual, ergonomia e automação. O objetivo foi oferecer uma moradia totalmente idealizada para os novos longevos que precisam estimular o corpo, a mente, o contato entre pessoas e gerações diversas, para que os conflitos sejam atenuados, garantindo o aprendizado de algo novo no dia a dia e continuar fazendo, mesmo com certas limitações, o que sempre fizeram.

 

Downloads

Publicado

2022-05-04