“Estar no Mundo, eis a questão”: apontamentos sobre o existencialismo em Sartre

Autores

  • Míriam Páttaro FIB Bauru

Palavras-chave:

Jean-Paul sartre, existencialismo, liberdade

Resumo

 

O objetivo desse trabalho é apresentar alguns conceitos elaborados pelo filósofo existencialista Jean-Paul Sartre e propor algumas reflexões, a partir deles, sobre a existência humana, levando-se em consideração a tensão existente entre liberdade individual e História. A pesquisa é de caráter essencialmente bibliográfico e para isso, além de algumas obras do próprio Sartre, foram consultados textos sobre seu pensamento. Espera-se assim demonstrar a importância desse filósofo para o pensamento contemporâneo na medida em que subverte a visão clássica sobre a homem, em relação à sua essência e à sua existência. Destaca-se, para isso, a condição da liberdade inerente ao ser humano, em confronto com o contexto histórico ao qual todo indivíduo está inserido.

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia. 21ª ed. São Paulo : Martins Fontes, 1998.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda MARTINS, Maria Helena Pires. Filosofando: introdução à filosofia. 4ªed. São Paulo: Moderna, 2009.

BRESSER PEREIRA, Luiz. Modernidade, pós-modernidade e neoliberalismo. Textos para Discussão da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getulio Vargas. São Paulo, agosto de 2011. Disponível em https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace;/bitstream/handle/10438/8505/TD%20300%20-%20Luiz%20Bresser%20Pereira.pdf?sequence=1. Acesso em 01/02/2022.

LEOPOLDO E SILVA, Franklin. Literatura, ética e política em Sartre. Limiar. São Paulo, vol. 1, nº1, p. 01-10, 2ºsemestre de 2013. Disponível em https://periodicos.unifesp.br/index.php/limiar/article/view/9286. Acesso em 16/02/2022.

__________________________ Subjetividade e crítica em Sartre. SOFIA. Vitória(ES), vol. 4, n. 1, Janeiro/Junho de 2015. Disponível em https://periodicos.ufes.br/sofia/article/view/10351/7324. Acesso em 17/02/2022.

PRATES, Marcelo. Alteridade e finitude em Sartre. Revista Dissertatio de Filosofia. n. 51, p. 339-365, 2020. Disponível em https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/dissertatio/article/view/14006. Acesso em 10/02/2022.

REALE, Giovanni; ANTISERI, Dario. História da filosofia: do humanismo a Descartes. São Paulo: Paulus, 2004. v. 3.

SARTRE, Jean-Paul. O existencialismo é um humanismo. Tradução de Vergílio Ferreira. São Paulo: Abril Cultural, 1978. Coleção “Os Pensadores”.

SEVCENKO, Nicolau. O renascimento. 8a. ed. São Paulo: Atual Editora, 1994.

SILVA, Guilherme Cerdeira Lelis. Sartre, leitor de Husserl: a Intencionalidade, uma ideia fundamental. Ekstasis: revista de hermenêutica e fenomenologia. Rio de Janeiro, V.8 , n.1, p. 07-19, 2019. Disponível em https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/Ekstasis/article/view/46179/0. Acesso em 03/02/2022.

SILVA, Paulo César Gondim da. O conceito de liberdade em O ser e o nada de Jean-Paul Sartre. 2010. 110p. Dissertação (Mestrado em Filosofia). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010. Disponível em https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16480. Acesso em 10/02/2022.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

Páttaro, M. . (2022). “Estar no Mundo, eis a questão”: apontamentos sobre o existencialismo em Sartre. Revista Multiplicidade, 11. Recuperado de https://revistas.fibbauru.br/multiplicidadefib/article/view/551